7 comportamentos que fazem você ser uma pessoa chata sem perceber

image1

 

 

Você provavelmente não tem dificuldade em apontar uma pessoa chata em uma reunião de pessoas, mas será que é segura o suficiente e faz uma autoanalise de tempos em tempos para sentir se não repete algumas atitudes destas mesmas companhias que considera desagradável? Confira abaixo alguns comportamentos que podem fazer você ser considerada chata sem sequer perceber:

1. Você pode até ter a melhor das intenções, mas se tem o hábito de corrigir as pessoas, “ensinando” a maneira correta de expressar as palavras, pode ser considerada chata e constranger quem está ao redor.

2. Mesmo que você tenha ótimas histórias para contar, procure sempre ouvir o que os outros têm a dizer e evite monopolizar conversas o tempo toda.

3. Por falar em histórias, por mais interessante que elas sejam, precisam ser resumidas para que não se tornem relatos longos e chatos para quem está ouvindo.

4. Em uma reunião de amigos, especialmente em locais públicos, dar risadas altas e exageradas pode causar constrangimento e fazer com que você pareça uma pessoa desagradável.

5. Bom humor é essencial para a vida e realmente atrai amigos. Mas é importante ainda aprender que existe hora para tudo e fazer piadas o tempo todo pode te transformar em uma pessoa chata.

6. Todo mundo gosta de replicar memes e mensagens engraçadas em grupos de WhatsApp, mas se você faz isso todos os dias ou mesmo a toda hora, saiba que será considerada inconveniente por muitas pessoas.

7. Publicar nas redes sociais tudo o que você faz e sente, além de te expor demais, ainda garante fama de chata da internet.

 

image2

Abdominoplastia

 

 

 

 

Projeto Verão Da Fabi

 

 

image5

 

 

 

Meu médico cirurgião Dr. Luiz Roberto Felizzola

E sua instrumentadora cirúrgica, Jessica Matielli.

Momentos antes do meu procedimento escolhido. Uma opção que eu recomendo que seja bem estudada, bem orientada e consciente dos seus prós e contras.

Abdominoplastia + lipo corporal

 

 

image1 (1)

 

 

abdominoplastia, também conhecida como dermolipectomia ou simplesmente plástica do abdômen, é a cirurgia que retira o excesso de pele e gordura abdominal para deixar os músculos da barriga mais firmes e lisos.

No entanto, essa plástica não é uma alternativa ao combate à obesidade nem substitui dietas para emagrecimento.

 

 

abnoplastia-2-tt-width-640-height-300-bgcolor-FFFFFF

 

 

A cirurgia no abdômen não exclui a necessidade de exercícios físicos constantesalimentação regulada e dieta saudável para manter a forma após o processo, independentemente se feita em mulheres ou homens. Além disso, o pré-requisito para sua realização é estar em plena forma de saúde.

Esse tipo de cirurgia plástica é mais procurado por mulheres que engravidaram diversas vezes (meu caso) e que, por razões genéticas, tendem a acumular mais gordura na região abdominal. Além delas, pessoas que perderam muito peso em pouco tempo, e ficaram com a pele da barriga flácida, também buscam solução nesse procedimento.

 

 

 

image2 (1)

 

 

A gordura acumulada e as estrias são o principal motivo pelo qual as pessoas buscam a abdominoplastia. No entanto, os pacientes que têm os músculos da parede abdominal muito fracos, podem ter complicações, já que a cirurgia pode comprometer a musculatura devido ao corte e sua costura.

Como ocorre abdominoplastia

 

 

abdominoplasty02

 

 

Em geral, a abdominoplastia requer duas incisões cirúrgicas. Dependendo da quantidade e de onde estão localizados os acúmulos de gordura, o médico avalia o abdômen do paciente. Primeiro, acontece a incisão horizontal, na região que está logo acima dos pelos pubianos e vai até os quadris.

De modo levemente curvado, esse tipo de incisão depende de quanta pele o paciente pode retirar. Uma outra incisão é feita no sentido vertical, com finalização ao redor do umbigo. É por ali que os excessos da pele da parte de cima do abdômen são separadas das partes mais profundas.

Nessa etapa, são feitas suturas nos músculos abdominais a fim de deixa-los mais rígidos. A barriga é esticada de modo a parecer mais reta e a cintura fica mais definida. A pele que sobra é esticada para baixo e depois removida. Através de um pequeno buraco deixado durante o procedimento, o umbigo é colocado de volta no lugar.

Depois de realizada a cirurgia, drenos de aspiração são colocados no abdômen para que líquidos não acumulem naquela região. Eles são inseridos na parte de baixo da barriga, perto do púbis, para que a cicatriz fique menos perceptível entre os pelos pubianos. A dor durante a retirada dos drenos é comum.

Depois desse processo, as incisões feitas durante a abdominoplastia são fechadas por completa, restando apenas uma única sutura na linha da região púbica e outra na parte de dentro do umbigo.

 

 

5b2ccd_dc6d166a8981462bb591a1fe4ddf3fde.jpg_srz_528_324_85_22_0.50_1.20_0 (1)

 

 

Quem pode fazer a abdominoplastia

Não se recomenda fazer abdominoplastia em mulheres que queiram engravidar ou tenham histórico de grande ganho de peso. As cicatrizes de cesárea ou outras na região do abdômen também podem comprometer a realização da cirurgia.

Cada situação precisa ser avaliada pelo médico. Pessoas que tenham algum tipo de doença relacionada ao colágeno, alguns fumantes e outros problemas abdominais demandam atenção especial caso queiram recorrer a esse procedimento estético.

 

 

image6

Projeto Verão da Fabi

image6

 

 

Quando se trata do desafio de Entrar em Forma, existem duas grandes desculpas clássicas: “não tenho tempo” ou “não tenho dinheiro” para fazer exercícios físicos.

A questão do tempo deve-se às prioridades que a pessoa tem na vida, embora seja bem difícil compreender como a própria saúde pode não ser uma prioridade máxima.

Em relação ao dinheiro, as pessoas dizem que academia é muito caro, que praticar esportes não é para qualquer um, e outras desculpas esfarrapadas.

 

 

image8

 

 

 

A verdade é que não é preciso absolutamente nenhum equipamento para entrar em forma. Mesmo quem não tem um par de tênis pode escolher os melhores exercícios para fazer em casa e assim contribuir enormemente para uma vida saudável e de maior qualidade.

Se você está deixando a sua saúde de lado por falta de dinheiro, continue lendo este artigo para saber:

  • Por que exercícios para fazer em casa rimam com simplicidade
  • Quais os melhores exercícios físicos para fazer em casa
  • Como usar a criatividade para malhar em casa

Ao final deste artigo, você vai saber como montar uma rotina de treinos para emagrecer ou ganhar massa muscular utilizando somente o espaço da sua casa, sem ter que pagar academia, personal trainer, suplementos, nutricionista etc.

Simplicidade é o segredo dos exercícios para fazer em casa

Exercícios para fazer em casa combinam com uma palavra: simplicidade.

Em vez de ter dezenas de equipamentos à sua disposição, tudo o que você terá será o próprio peso do corpo e, quem sabe, o apoio de alguns móveis da sua casa, como cadeira, sofá, escada etc.

A simplicidade é tão extrema que você pode não ter um real no bolso e ainda assim conseguir bons exercícios para fazer em casa.

Por exemplo, vamos supor que você esteja realmente quebrado. Que não tem dinheiro nem para os sapatos.

Ainda assim, você pode começar caminhando, seja lá onde for: numa pista de cooper, na praia, nas ruas, nas calçadas, no gramado, no piso do seu edifício. Caminhar e correr são dois dos melhores exercícios já criados para deixar o sistema cardiorrespiratório em dia, além de ajudar a emagrecer.

Atualmente, existem especialistas que advogam que correr descalço é até melhor do que correr com tênis apropriados, pois trabalha a musculatura dos pés de forma bem mais eficiente.

É isso mesmo que você leu. Correndo descalço você pode estar fazendo mais bem para a sua saúde do que correndo com um ultra moderno tênis de corrida fabricado em laboratório com mil e uma técnicas de absorção de impacto. Procure no Google por barefoot running, se quiser se aprofundar mais no assunto.

Esse mesmo princípio pode ser aplicado a divesos outros exercícios para fazer em casa. A simplicidade pode ser uma vantagem, e você deve usar o fato de não ter dinheiro para malhar a seu favor!

 

 

image7

 

 

Os quatro melhores exercícios físicos para fazer em casa

Mark Sisson, autor de livros como Energia Paleo (The Primal Blueprint), afirma que há quatro movimentos básicos que compõem o núcleo de todos os exercícios para fazer em casa:

  1. Prancha
  2. Flexão
  3. Agachamento
  4. Barra

Vamos analisar um a um:

1. Prancha

 

 

image4

 

 

Exercícios para perder barriga são sempre os mais procurados, embora a dieta tenha muito mais influência sobre a sua cintura do que o treino em si.

Mas será que quem faz abdominal perde barriga?

Abdominais tradicionais são bons exercícios para fazer em casa, mas nem de longe eles são tão eficientes quanto a prancha você perder barriga e ter um abdome “tanquinho”.

O problema com os abdominais tradicionais é que eles trabalham apenas os músculos abdominais, mas não os dorsais. O resultado é uma região central do tronco descompensada, mais forte na frente do que atrás.

O melhor exercício para trabalhar simultaneamente abdome e lombar é a prancha, um exercício isométrico de alta intensidade que pouca gente pratica. Se você já viu a barriga definida de uma professora de yoga, já viu os resultados que a prancha pode trazer.

Como fazer: quando for praticar seus exercícios para fazer em casa e chegar a hora da prancha, simplesmente apoie-se em seus cotovelos e na ponta dos pés, mantendo a coluna ereta e o abdome contraído. Fique nessa posição por quanto tempo aguentar (dica: não será muito tempo).

Uma pessoa em boa condição física consegue segurar essa posição por um minuto. Quem já é muito bom consegue por até dois. O mais provável, no começo, é que nos primeiros 20 segundos você já comece a se tremer todo na sala de casa.

Iniciantes podem começar na posição ideal e, quando não aguentarem mais, apoiarem-se nos joelhos em vez de na ponta dos pés.

Variações: é possível fazer a prancha lateral, apoiando-se em um só cotovelo e em um só pé, mantendo o outro pé em cima deste. Esta variação atinge mais os músculos laterais. Se você tiver um rolinho, é possível também fazer o Ab Roller. Se não, experimenta o Mountain Climber.

2. Flexão

 

 

image1

 

 

flexão trabalha diversas partes do corpo ao mesmo tempo, mas pega principalmente peito, tríceps e ombros. Perceba que a posição inicial da flexão é parecida com a prancha, só que você acrescenta esforço ao descer e subir o peso do corpo com os braços.

Como fazer flexão em casa:na flexão tradicional, você posiciona os pés juntos, apoia-se neles e coloca as mãos no solo mais abertas que a largura dos ombros.

Dois pontos são importantes na execução: primeiro descer até quase tocar o peito no solo; segundo não subir até travar os cotovelos. Quando você trava os cotovelos, a força não está mais somente nos músculos, pois os ossos estarão firmes como pilares, segurando o peso do corpo.

Variações: há incontáveis variações da flexão. Com os braços bem fechados, você trabalha mais os tríceps. Com o apoio nos joelhos e não nos pés, o iniciante consegue fazer o exercício. Com uma só mão, os avançados se exibem.

O importante é dominar primeiro movimento básico, para depois se arriscar em outras praias.

 

 

3. Agachamento

 

 

image2

 

 

Se você quer ganhar massa muscular e força com os exercícios para fazer em cas, o agachamento não pode ficar de fora. Mesmo sem nenhum peso, o agachamento é um exercício essencial para panturrilhas, quadríceps, para a região central do tronco (abdome e lombar) e para o equilíbrio.

Segundo o site Hipertrofia, “este exercício, além de construir pernas gigantes, estressa boa parte dos músculos superiores e de quebra funciona como uma bomba hormonal, produzindo hormônios anabólicos a cada repetição”.

A diferença do agachamento feito em casa para aquele feito na academia, claro, são os pesos. Você não terá como colocar uma barra de 20 quilos nas costas, mas podem sempre improvisar segurando sacos de comida (1kg, 2kg) em cada mão, ou mesmo galões de água cheios (cada litro de água equivale a um quilo).

Como fazer: se você nunca fez agachamento, o ideal é iniciar sem peso mesmo. Posicione-se de pé, com as pernas abertas na largura do ombro, e vá descendo o corpo completamente, jogando os quadris para trás, até praticamente sentar-se sobre os calcanhares ou tocar os quadris no chão. Depois suba lentamente até quase a posição inicial, pois você nunca deve travar os joelhos (a fim de evitar que os músculos descansem).

Importante observar que os seus joelhos, na descida, não devem ultrapassar a linha da ponta dos seus pés. Para isso, sempre desça jogando os quadris para trás.

Variações: Se você pratica exercícios para fazer em casa em dupla, pode ficar de costas com o seu parceiro de treino, de forma que as costas de um se apoiem nas costas do outro. E assim os dois descem juntos até o chão e depois sobem novamente. Vale a pena experimentar.

Uma combinação matadoraé juntar agachamento e flexão, no movimento chamado burpee, em que você começa em pé, agacha, joga os pés para trás, faz uma flexão, recolhe os pés e levanta novamente.

4. Barra fixa

 

 

image3

 

 

Os três primeiros exercícios para fazer em casa que vimos não dependiam de nenhum equipamento. Para a barra fixa, no entanto, você vai precisar aparafusar uma haste de metal em alguma porta no seu apartamento, ou comprar uma daquelas barras que se fixam sob pressão (dica: há muitas a venda no Mercado Livre de pessoas que tentaram exercícios para fazer em casa mas acabaram desistindo).

A barra fixa é um exercício tão exigente que mesmo pessoas muito fortes não conseguem fazer muitas repetições dela.

Aqui, mais uma vez, a simpicidade dos exercícios para fazer em casa vai jogar a seu favor: como você não terá exercícios mais fáceis para fazer (hey, puxada no pulley, estou falando de você!) terá que superar-se na barra fixa!

O segredo para avançar na barra fixa é ir sempre um pouco além do que o corpo aguenta. Por exemplo, se você só aguenta quatro repetições, faça as quatro, solte ou apoie os pés e imediatamente em seguida (um ou dois segundos depois) force-se a fazer a quinta, quem sabe a sexta repetição.

Como na barra fixa não há carga, só o peso do seu corpo, este é o método para você avançar no exercício.

Como fazer: o exercício é quase intuitivo, por ser um movimento natural do corpo humano. Simplesmente pendure-se na barra e puxe para cima, fazendo o seu corpo subir o máximo que conseguir. O ideal é que o queixo passe da linha da barra, embora isso não seja mandatório.

Certifique-se de que a barra está bem presa na porta da sua casa! Se a barra cair enquanto você estiver fazendo o exercício em casa, a coisa pode ficar feia!

Variações: para trabalhar mais as costas, use uma pegada mais aberta, com as costas das mãos viradas para o seu corpo. Você irá subir passando a barra na frente do rosto. Outra opção com essa mesma pegada é passar a barra por trás da nuca. Se quiser trabalhar mais os bíceps, segure a barra com as mãos ao contrário, com as palmas viradas para o seu corpo. Essa variação é um pouco mais fácil de fazer mais repetições.

Exercícios para emagrecer em casa

Para emagrecer, você precisa primeiro ter uma alimentação adequada, que inclua apenas comida de verdade no seu cardápio. Ela é responsável por 80% ou mais dos seus resultados!

Mas o que seria essa alimentação correta? Lembra que no post anterior demos ótimas dicas

Outra observação importantíssima busque uma ajuda do profissional da área, caso tenha dúvidas ou contra indicações, ok?!

Beijos e vamos nos falando!

Projeto Verão da Fabi

image11

 

 

Alimentação:

Deixo aqui algumas dicas avaliadas e aprovadas por nutricionistas!

Os resultados associados a atividades físicas podem ser incríveis!

Vamos começar sobre um cardápio elaborado para a semana:

image1

Cardápio semanal: como planejar suas refeições da semana

O planejamento é importante para variar os pratos ao longo da semana e orientar as compras, evitando desperdício e escassez de ingredientes.

Atualmente, muita gente tenta seguir uma alimentação equilibrada – não só por uma questão estética, mas também devido a uma preocupação maior com a sua saúde e com qualidade de vida.

Mas, é fato, também, que algumas pessoas comentam que não conseguem seguir uma dieta saudável porque “não têm tempo” e nem “criatividade” para prepararem seus próprios alimentos. Assim, acabam comendo fora ou fazendo, em casa, o que lhes parecer mais prático.

Nesses casos, fica evidente que, com mais organização e, consequentemente, com um pouquinho mais de tempo, tais pessoas conseguiriam seguir uma alimentação mais saudável, comendo fora e/ou optando por pratos prontos somente em ocasiões especiais.

Mas, como se organizar neste sentido? Talvez esta seja sua pergunta no momento. E a resposta é muito mais simples do que você imagina: basta planejar sua alimentação com antecedência, montando seu cardápio semanal!

Como montar um cardápio semanal?

 

 

]

 

 

A maioria das pessoas aproveita o descanso de domingo para montar seu cardápio semanal e já fazer as comprar no supermercado. E esta é uma boa dica!

É bastante importante que este planejamento de cardápio seja feito conforme as orientações passadas pela sua nutricionista. Mas, caso você ainda não tenha se consultado com uma nutricionista, pense nesta possibilidade! A profissional poderá te ajudar muito, inclusive nesse planejamento do cardápio semanal.

 

image7

 

 

Ainda de acordo especialistas, o cardápio do almoço e jantar deve apresentar:

 

 

1. Saladas: “Ao elaborar o cardápio deve-se ter a preocupação de observar que a salada seja composta com alimentos que não componham as demais preparações”, acrescentam os especialistas . Elas deverão variar entre:

  • Folhas: alface, escarola, almeirão, rúcula, agrião, radicchio, etc;
  • Legumes crus: cenoura, nabo, beterraba, rabanete, etc;
  • Legumes cozidos: beterraba, batata, cenoura, etc;
  • Outros: Queijo, frutas, etc.

2. Prato principal: Deverá ser composto por alguma proteína: carne, frango, peixe ou ovo. “É preciso apresentar preparações de carne diferentes no mesmo dia e modificar os tipos de cortes durante a semana! 

3. Prato base: Deverá ser composto por algum carboidrato: arroz, feijão, lentilha, cevadinha, quinua, grão de bico, mandioquinha, batata, batata doce etc.

4. Guarnições: Uma verdura ou legume cozido no vapor ou refogado ou assado.

A especialista ainda destaca que, para montar um cardápio, deve haver um equilíbrio na ingestão dos alimentos e, consequentemente, de nutrientes. Ou seja, não devemos repetir muito os alimentos. Além disso, devemos manter uma harmonia entre as cores, sabores e textura dos alimentos que compõem o cardápio! 

Sugestões de almoço e jantar para o seu cardápio semanal

 

 

image5

 

 

Você confere uma sugestão de cardápio semanal (com almoço e jantar) onde são utilizados alimentos saudáveis, variados e saborosos.

Almoço

  • Opção 1: Carne seca acebolada; salada de alface, tomate e azeitona preta; arroz integral com brócolis e feijão; couve refogada.
  • Opção 2: Bife grelhado; salada de rúcula e tomate; arroz integral, feijão e brócolis refogado com alho.
  • Opção 3: Peixe grelhado com molho de mostarda; salada de folhas verdes, beterraba crua e tomate; arroz 7 grãos, grão de bico e chuchu refogado.
  • Opção 4: Filé de frango grelhado; salada de folhas verdes e tomate cereja; macarrão integral com molho vermelho e brócolis.
  • Opção 5: Omelete com cebola e tomate; salada de folhas verdes, tomate e palmito; arroz integral com brócolis, feijão e couve refogada.
  • Opção 6: Rolinho de frango com cenoura e gergelim; salada de alface crespa, agrião, rabanete, pepino, tomate e nozes; arroz integral; feijão e abobrinha no vapor.
  • Opção 7: Bacalhau assado com ervas ao forno; salada de alface americana, agrião, lascas de manga e sementes de chia; quinua; aspargos no vapor.
  • Opção 8: Bife grelhado com molho de cogumelo; salada de alface crespa, endívia, beterraba, pepino, broto de feijão e tomate cereja; lascas de batata com alho poró; berinjela grelhada.
  • Opção 9: Coxa de frango com ervas; salada de alface americana, rúcula, cenoura, tomate e folhas de hortelã; arroz com lentilha; vagem no vapor.
  • Opção 10: Linguado ao forno; salada de alface roxa, agrião, palmito pupunha e tomate cereja; arroz integral com espinafre; abóbora assada.

Jantar

  • Opção 1: Atum; salada de folhas verdes, tomate e cenoura ralada; arroz 7 grãos e beterraba cozida.
  • Opção 2: Filé de peixe com cenoura e batata; salada de alface com tomate; arroz branco e couve refogada.
  • Opção 3: Filé mignon; salada de alface, rúcula e tomate; arroz integral; abobrinha com milho e cenoura no forno.
  • Opção 4: Carne moída com abobrinha; salada de agrião com tomate cereja; arroz 7 grãos; cenoura refogada.
  • Opção 5: Almôndegas assadas; salada de rúcula com manga e tomate cereja; purê de batata doce; ervilha refogada.
  • Opção 6: Picadinho de filé mignon; salada de alface roxa, alface frisée, agrião, figo e tomate cereja; purê de batata doce; chuchu refogado com salsinha.
  • Opção 7: Frango grelhado; salada de alface crespa, rúcula, cenoura e beterraba; purê de mandioquinha; brócolis no vapor.
  • Opção 8: Filé de pescada com alecrim ao forno; salada de alface americana, agrião, tomate, palmito e gergelim; arroz integral com brócolis; purê de cenoura.
  • Opção 9: Omelete com legumes; salada de alface crespa, agrião, repolho roxo e cenoura ralada; arroz 7 cereais.
  • Opção 10: Sopa de legumes com frango e batata doce, salada de alface crespa, escarola, pepino, rabanete, grão de bico e hortelã 

 

O que não pode faltar no cardápio e o que deve ser evitado:

image9

Profissionais da área citam alimentos que devem e que não devem ser consumidos na dieta de quem busca seguir uma alimentação saudável. As orientações são muito importantes para o momento de montar seu cardápio semanal!

  • O que não pode faltar: saladas à base de folhas, vegetais variados e se possível, substituir arroz branco pelo integral, 7 grãos ou quinua.
  • O que você deve evitar: alimentos gordurosos como frituras, embutidos (linguiça, salsicha, mortadela e salame), creme de leite, preparações que contenham muito óleo ou manteiga, carnes gordurosas (costela, cupim, acém, picanha, fraldinha), pele de frango, queijos muito amarelos e cremosos, doces com cremes e chantilly e carboidratos com alto índice glicêmico e pobres em fibras (açúcar, alimentos preparados com farinha refinada como tortas, massas, pão).

 

Como conservar os alimentos para consumir a semana toda?

image6

Quais são os cuidados necessários, ao longo da semana, com a conservação dos alimentos (especialmente no caso dos legumes e frutas)? Esta é uma dúvida bastante comum.

Frutas, verduras e legumes devem ser conservados sob refrigeração, pois o frio retarda o processo de deterioração, garantindo a qualidade por um tempo maior. A temperatura ideal de conservação é ao redor de 10ºC, pois estes alimentos são sensíveis a temperaturas muito baixas, que ‘queimam’ as folhas de verduras e provocam manchas nas frutas. Por isso, devem ser colocados na parte inferior da geladeira! 

Ainda de acordo com especialistas, as frutas e os legumes devem ser embalados individualmente, sem lavar, em recipientes plásticos ventilados. Já as verduras como alface e rúcula devem ter as folhas soltas, higienizadas, secas e guardadas em recipientes plásticos ventilados ou sacos transparentes cheios de ar. 

Vantagens do planejamento do cardápio semanal:

image8

O planejamento do cardápio é importante para variar as preparações e para orientar as compras do supermercado.

Mas não para por aí! Abaixo você confere essas (citadas acima) e outras vantagens de montar seu cardápio semanal:

  • Variação dos alimentos: o planejamento do cardápio é importante para variar as preparações. Afinal, ninguém consegue seguir adiante com uma dieta na qual se come todos os dias praticamente os mesmos alimentos!
  • Economia: com o cardápio semanal em mãos é possível ir ao supermercado e comprar somente o necessário, evitando, assim, gastos desnecessários.
  • Tempo: com o cardápio semanal em mãos, não se perde tempo, durante a semana, indo ao supermercado etc. comprar um ingrediente ou outro que faltou para preparar determinado prato. Basta utilizar os ingredientes que já estão em casa para fazer os alimentos já determinados no cardápio.
  • Nutrição: tendo um cardápio semanal, fica mais fácil fugir das possíveis “tentações” (como doces, fast food, lanches). “A falta de planejamento leva as pessoas a consumirem produtos de fácil preparo e pouca qualidade nutricional, como é o caso de miojo, nuggets, lasanhas congeladas, pizza etc. Se existir um cardápio, fica mais fácil seguir a dieta.
  • Não desperdice: indo ao supermercado com o cardápio semanal em mãos, compra-se somente o necessário, evitando-se assim, também, o desperdício dos alimentos perecíveis.
  • Foco: parece bobagem, mas o ato de, semanalmente, sentar e organizar como será a sua alimentação ao longo da semana – que incluirá tudo aquilo que você gosta (claro, mas que também é saudável) – a deixará mais motivada para seguir em frente com a sua dieta.

 

image10

 

 

Gostou das dicas? Agora você já sabe que planejar seu cardápio semanal pode ser muito útil no seu dia a dia e contribuirá bastante para os bons resultados da sua dieta! Lembre-se sempre de contar com o acompanhamento de uma nutricionista para te ajudar nesse processo!

E bons resultados para você também! 

 

Óleo Bagaçu

image1 (1)

 

 

 

O Babaçu é o fruto de uma palmeira nativa da região norte do Brasil e que apresenta em seu interior várias sementes ou amêndoas de onde é extraído o Óleo de Coco Babaçu.

 

 

image2 (1)

 

 

O babaçu é uma cultura extrativista, não havendo plantações comerciais. Do fruto apenas 6 a 8% são sementes. Destas sementes são extraídos de 65 a 68% de um óleo de cor branca a levemente amarelada. Esta cor vai depender da temperatura, pois o

Óleo de Coco Babaçu apresenta-se como uma gordura à temperatura ambiente. O óleo de Coco babaçu apresenta odor e sabor suave característico. O Óleo de Coco Babaçu é muito utilizado para fins alimentícios e na fabricação de margarinas. Este óleo apresenta propriedades semelhantes ao óleo de dendê (ou palma), apresentando alto teor de ácido láurico.

 

 

image6

 

 

O Óleo de Coco Babaçu tem várias aplicações, dentre as quais podemos destacar: indústria cosmética, alimentícia, sabões, sabão de coco, detergentes, lubrificantes, entre outras.

De todos os óleos vegetais de uso industrial o óleo de coco babaçu tem o mais alto índice de saponificação e o mais baixo valor de iodo e refração, o que o qualifica para o preparo de pomadas cremosas.

 

 

image3 (1)

 

 

A grande vantagem dos óleos de palmiste, babaçu e macaúba é custarem metade do preço do óleo de coco da praia e darem o mesmo resultado, pois possuem o mesmo teor do ácido láurico, princípio ativo que emagrece, aumenta a imunidade, reduz inflamações, abaixa o colesterol e combate infecções. Propriedades terapêuticas dos óleos láuricos:

Uso interno (1 colher de sopa, 2-3 vezes ao dia):

1. Reduz inflamações (artrite, artrose, reumatismo, etc).

2. Combate cândida e outros fungos.

3. Combate bactérias e vírus como H. pylori, bactéria causadora da gastrite, e os vírus do herpes, ou Epstein-bar causador do câncer de laringe).

4. Melhora o funcionamento da tireoide, ajudando principalmente no hipotireoidismo.

5. Emagrece, por ser a única gordura não estocada no corpo, ativando também o metabolismo e induzindo à queima de gordura.

6. Aumenta a imunidade, por induzir à medula óssea a formar mais linfócitos (células de defesa).

7. Aumenta a longevidade, por ser uma gordura que não oxida fácil e previne o envelhecimento precoce.

8. Se for usado o palmiste refinado, não deixa gosto na comida e substitui os óleos de cozinha (soja, girassol, canola, algodão, milho).

 

image4 (1)

 

 

Uso externo:

1. Previne rugas por sua ação antioxidante de outras gorduras.

2. Previne estrias se usado localmente e diariamente por grávidas.

3. Hidrata e mantém os cabelos sedosos (uso de algumas gotas nas mãos ou 1 tampa em 100 gramas de creme).

4. Excelente em massagens terapêuticas e também na hidratação pós banho.

Você sabia que a antiga gordura de coco vendida no Brasil e comprada pelos nossos avós era óleo de palmiste e babaçu?

 

 

image5

Lipomodelagem Orgânica

image4

 

 

Muito além da alimentação saudável, exercícios físicos e dicas de belezas, todo mundo tem aquele segredo para manter o corpo em dia. Pois bem, nos últimos meses, algumas celebridades resolveram revelar a técnica que está por trás de seus corpos esculturais.

 

 

image1

 

 

A novidade se chama lipomodelagem orgânica. Diferente de massagens convencionais e drenagens linfáticas, ela não é dolorida e apresenta resultados quase instantâneos. O método promete reduzir gordura localizada, flacidez, celulite, retenção de líquidos e perda de alguns quilos na balança.

 

 

Position of hands and fingers at lymphatic drainage massage of a female body

 

 

De homens até as gestantes podem fazer a massagem, não há contraindicação, a única regra é tomar um copo de suco desintoxicante em jejum nos dias de sessões. Durante o procedimento, o único ingrediente usado é o óleo de coco. A massagem é feita no glúteo, culote, panturrilha e abdômen em sessões de no máximo 1h20min. O movimento imita o bombeamento da corrente sanguínea.

 

 

image3

 

 

Em média, os clientes necessitam de quatro a oito sessões mensais. “Para as mais magras são quatro sessões e assim gradativamente de acordo com o corpo da cliente”, afirma a esteticista Mara Oliveira, da Clínica Dermato, que trouxe o tratamento para Brasília. Mas ela alerta: “A técnica não é milagre, por isso é preciso seguir uma dieta normal.”

 

 

 

 

 

 

Unhas

image1 (1)

 

 

 

As unhas em gel são as unhas da moda e vieram para ficar. Especialmente, para quem tem unhas fracas ou roídas, a aplicação de Unhas de Gel podem deixá-las fabulosas. Mais duradouras do que as unhas que são confeccionadas com pó de porcelana e outros produtos encontrados no mercado, as Unhas de Gel, ou também conhecidas como Silicone ou Silicone Gel, são unhas artificiais confeccionadas encima de sua unha com aparência super natural. Estas unhas já são moda em diversos países a bastante tempo e ganham cada vez mais espaço no Brasil.

 

 

 

image3 (1)

 

 

 

 

As Unhas de Gel são extensões feitas com técnicas avançadas de alongamento de unhas. Sendo que a aplicação só pode ser por profissionais habilitados.
Apesar de serem artificiais, não é possível perceber a diferença entre a extensão e a unha natural. Na verdade, é como se a mulher tivesse uma unha completamente nova e sem imperfeições.
Após a aplicação, permitem qualquer tipo de movimento proporcionando conforto e segurança; você pode frequentar sauna,piscina, praia, tirar suas cutículas regularmente, entrar em contato com água quente, acetona, etc; sem que afetem as unhas. Você é que escolhe o formato desejado, redonda, quadrada, oval.

 

 

image5

 

 
Sua durabilidade é permanente desde que você faça as manutenções necessárias regularmente de acordo com o crescimento das unhas que varia mais ou menos de 20 à 30 dias.

 

image2

 

 

Como indicação de uma especialista no assunto eu tenho uma ótima recomendação
A Jeani Lopes do Lash Hair em Alphaville. Anote o Whatpp dela:
(011) 97103-9159
Ela é top!

 

image6

Bichectomia

image1

 

Você já ouviu falar?
image2
Celebridades que já aderiram à técnica.
image11
Saiba mais.
image4
A gordura.
image6

Antes e depois.
image8
image9
image10
A profissional.
image13
Especialista.
image14
image15
Agende uma consulta para que a Dra. Mariana possa avaliar você, assim como ela me avaliou e me indicou a bichectomia.
Anote aí o Whatpp dela:
(011) 94270-1380
image16

“5 Motivos” – Para Usar Saia com Tênis!

“5 Motivos” – Para Usar Saia com Tênis!

Por Juliana Oliveira

Olá, Sou Juh Oliveira, e essa é a “5 Motivos”, nova coluna do Vem Bonita.
E hoje vamos falar de #5Motivos para usar Saia com Tênis.

Por muito tempo, a saia e o tênis era um casal impensado no mundo da moda, eram água e azeite! Mas, o mundo muda todos os dias, hoje nós mulheres temos necessidade de conforto para dar conta da nossa agenda lotadíssima, na Europa as mulheres agora andam mais de bicicleta do que de transporte público (o que acontece pouco por aqui, por nosso trânsito ser bem mais caótico.), e não tem muito jeito de se equilibrar na bike com um salto 15, né friend sua crazy?

Por esses e outros motivos o tênis foi virando a “vedete” do momento, e começou a compor looks super femininos, com saias e vestidos…mas, só faltou isso acontecer para que aparecerem 1098657292202 “regras” de como combinar tênis com saia.

Mas, não se preocupe, hoje vamos quebrar todas elas!

#5Motivos para usar tênis com saia

#1Motivo: (e o mais importante) É confortável

Mas, é aquele conforto sem perder a elegância, aquele conforto fashion chic!

 

13567147_1278198928866526_7939318717912644890_n

 

 

Perceba a tranquilidade no caminhar da pessoa que está andando plena pelo paralelepípedo sem enroscar o salto!
#2Motivo: Você pode dar um novo rosto pro seu Office Look.
Sabe aquele dia de rodízio do seu carro, que você não quer pegar o metro toda trabalhada no salto, ou aquele dia que você vai ficar muito em pé? Então! Tênis nos pés, Cinderela! Veja formas de casar formalidade com tênis:

 

13439149_1278198935533192_3443658706813082_n

 

 

#3Motivo: Fica Lindo se Você for Plus Size.
Uma das coisas mais tristes desse nosso tempo é o padrões irreal de beleza, isso faz com que as mulheres fiquem cada vez com mais medo de mostrar pele e ousar, se permitir criar suas próprias regras e seu próprio estilo. Por isso, LIBERTE-SE!!! Ouse! Não existe “não pode” no mundo da moda, existe aquilo que faz sentido para você! Roupa tem que ser confortável e te fazer feliz! Se não estiver preenchendo algum dos dois requisitos, está errado!

 

 

13510904_1278198978866521_8691814912249349684_n

 

13567367_1278198988866520_7336212022634433752_n

 

 

#4Motivo: Você pode tirar aquele seu All Star velho do armário.
All Star é o tipo de coisa totalmente incrível: quanto mais velho melhor, não sai de moda, se tiver sujo é aceitável (até certo grau de sujeira), é totalmente In, em qualquer estação e ainda por cima fica lindo, casadinho com uma saia, olha aí o casal brilhando:

 

 

13532962_1278199018866517_6445152411304306260_n

 


13567388_1278199032199849_7357760268001655694_n

 

 

#5Motivo: Esquece isso que baixinha não pode usar Saia Midi, Saia Midi com tênis é para todo mundo. #QuebreOsTabus

Esse modelo é conhecido por ter seu comprimento abaixo do joelho e por variar bastante no estilo, podendo ser justa, rodada, plissada, entre outros modelos.
Já se disse que mulheres mais baixinhas não devem arriscar, discordo totalmente disso! Se você colocar uma saia midi de cintura mais alta com um cropped de mesmo tom, ou uma blusa (pra dentro, dando aquele efeito bluse, tentando fazer um look monocromático, vai super alongar sua silhueta), mas nem isso é regra! Use sua saia Midi com tênis e seja muito feliz!
Independente de altura, peso e estilo! Ouse! Aventure-se! A festa é sua!

 

13511992_1278199078866511_5326021116617440300_n

 

13528658_1278199092199843_6875782100260357341_n

 

13590269_1278199052199847_4028289721613787386_n

 

 

Leandra Medine

 

13494985_1278199108866508_1599117457590739006_n

 

 

 

Usando a terceira peça para sair do obvio Navy + All Star

 

 

13510953_1278199125533173_5845277921959001436_n

 

 

Saia comprida estampada

 

 

13557756_1278199175533168_3480963523802367520_n

 

 

Mais uma produção com terceira peça para compor o look vestido estampado + tênis

 

 

13590476_1278199142199838_5228364414793161469_n

 

Metalizado em alta para o dia em 2016

 

Por hoje é isso, meninas! Deixem suas dúvidas nos comentários e também sugestões de assuntos de temas que você querem ver aqui no #5Motivos.

 

 

Dermaroller

Pele de porcelana.

 

Image (2)

 

 

O que é o Dermaroller?
Trata-se de um tratamento relativamente recente e pouco conhecido, pelo que passo a partilhar convosco um pouco de informação, na esperança de esclarecer mais sobre o assunto.

 

 

 

Image-1 (1)

 

 

Depois do choque inicial de estar a olhar para o que parece ser um aparelho de tortura medieval, está-se de facto perante para um rolo que consiste num cilindro plástico incrustado de agulhas muito finas (similar à acupunctura).

 

 

Image-2 (2)

 

 

Existem vários tipos de Dermaroller que fazem parte deste tratamento, mas as suas funções são essencialmente as mesmas, a única variação importante é o tamanho da agulha, que pode ir de 0.15 a 1.5mm, dependendo da área da pele a tratar.

Como é que funciona?
Tenho cinco palavras para si: Terapia por indução de colagénio, ou em inglês CIT (collagen induction therapy). Este tipo de tratamento é baseado no uso de micro-agulhas através de um instrumento chamado derma roller. É um método simples e natural de regeneração da pele, usando estas micro-agulhas a pele é perfurada muito subtilmente não a magoando, mas com efeito suficiente para estimular as terminações nervosas da pele. Isto promove a regeneração da pele em redor da área perfurada, promovendo a libertação de colagénio. Se multiplicarmos isto centenas de vezes teremos toda a pele coberta de colagénio que eventualmente se transformará numa nova camada de pele mais espessa que preencherá rugas, estrias e outras imperfeições, fazendo-o de forma natural.
Image-5 (1)
Áparte do colagénio, que é crucial para que isto aconteça, o dema roller age como um catalisador para qualquer creme de pele que esteja a usar, uma vez que este será absorvido num nível mais profundo e os resultados serão maximizados por este método.
Vai funcionar no meu caso?
Não quero que pense que isto é um aparelho milagroso, mas a verdade é que o derma roller funciona para uma grande variedade de problemas de pele, tudo o que esteja relacionado com imperfeições, problemas de irrigação, até queda de cabelo pode ser minimizada usando este método, para que seja mais simples reuni uma pequena lista dos diversos casos onde pode aplicar o tratamento com o derma roller:
Remoção e tratamento de cicatrizes causadas por acne
Remoção e tratamento de estrias
Tratamento anti-rugas
Tratamento contra a queda de cabelo
Tratamento para o restauro capilar
Tratamento para as “entradas”
Remoção e tratamento de celulite
Remoção de cicatrizes
Outras vantagens no uso deste tratamento:
Maior absorção de cremes pela pele
Não danifica a pele
Praticamente indolor
Aprovado para uso doméstico
De uso muito simples
Barato quando comparado com outros tratamentos que oferecem menos resultados
Fotos antes e depois:
Remoção de estrias
Remoção de estrias
queda de cabelo
Remoçao de cicatrizes
Remoção de estrias
Remoção de cicatrizes do acne
Anti-rugas, anti-idade
Image-4 (1)
Qual é o derma roller certo para mim?
Se já fez alguma pesquisa sobre o assunto, certamente que já encontrou diversas marcas de derma rollers, a grande maioria é muito semelhante entre si, mas ainda assim existem diferenças importantes. Não se guie apenas pelo preço, deve sempre procurar por aparelhos que sejam aprovados pela FDA, que utilizem agulhas esterilizadas por raios gama, com boas reviews e manuais de uso; por norma os aparelhos mais baratos (ebay, etc) não reúnem estas condições e são descartáveis, ou seja, apenas os poderá usar uma vez, portanto mais vale investir um pouco mais e adquirir um melhor que dure mais tempo.
No que diz respeito ao tamanho da agulha, tudo o que seja acima de 1.5mm deve apenas ser utilizado por profissionais em clínicas especificas para o efeito, todos os outros tamanhos são seguros, mas temos sempre que ter em conta a área/problema a tratar:
0.5mm – cicatrizes de acne leves, cicatrizes de varicela leves, anti-rugas e cabelo fino.
1.0mm – estrias leves, cicatrizes de acne profundas, cicatrizes de varicela profundas, celulite leve e queda de cabelo extensa.
1.5mm – cicatrizes muito profundas, estrias profundas e celulite intensa.
Image-3 (1)
Feedback
O tratamento derma roller está a começar a ter algum feedback nos meios de comunicação (como pode verificar no vídeo à direita), existem até rumores de que o casal Angelina Jolie / Brad Pitt usam este produto já há algum tempo, e todos sabemos como é o seu aspecto e o que as celebridades fazem para se manterem jovens. Certamente que no futuro haverá ainda mais talk-shows a discutir este tipo de tratamento, para que mais pessoas possam beneficiar dele.